17 de fevereiro de 2018

Faxina na alma ≋


Não importa onde você parou… em que momento da vida você cansou… Recomeçar é dar uma nova chance a si mesmo… é renovar as esperanças na vida e o mais importante… acreditar em você de novo.

Sofreu muito nesse período? Foi aprendizado. Ficou com raiva das pessoas? Foi para perdoá-las um dia. Sentiu-se só por diversas vezes? É porque fechaste a porta até para os anjos. Acreditou que tudo estava perdido? Era o início da tua melhora. Pois é, agora é hora de reiniciar, de pensar na vida, de encontrar prazer nas coisas simples de novo.

Que tal um corte de cabelo arrojado e diferente?
Um novo curso, ou aquele velho desejo de aprender?
Pintar… desenhar… dominar o computador ou qualquer outra coisa…
Olha quanto desafio… Quanta coisa nova nesse mundão te esperando. Tá se sentindo sozinho? Besteira… tem tanta gente que você afastou com o seu “período de isolamento”… tem muita gente esperando apenas um sorriso teu para “chegar” perto de você.

Quando nos trancamos na tristeza, nem nós mesmos nos suportamos. Ficamos horríveis… Recomeçar… Hoje é um bom dia para encarar novos desafios. Onde você quer chegar? Sonhe alto… Queira o melhor do melhor… Queira coisas boas para a vida…

Pensando assim, trazemos pra nós aquilo que desejamos. Se pensamos pequeno, coisas pequenas teremos. Mas, se desejarmos fortemente o melhor e, principalmente, lutarmos pelo melhor, o melhor vai se instalar na nossa vida. E é hoje o dia da faxina mental… Jogue fora tudo que te prende ao passado, ao mundinho de coisas tristes… fotos, peças de roupa, papel de bala, ingressos de cinema, bilhetes de viagens e toda aquela tranqueira que guardamos no fundo do baú. Jogue tudo fora. Mas, principalmente, esvazie seu coração. Fique pronto para a vida, para um novo amor…

Lembre-se de que somos apaixonáveis. Somos sempre capazes de amar muitas e muitas vezes. Afinal de contas, nós somos o “Amor”… porque somos do tamanho daquilo que vemos e não do tamanho da nossa altura.

Carlos Drummond  de Andrade

-----------------------------------------------------------------------------------------------------


14 de novembro de 2017

Tic-tac, tic-tac.

tumblr.


Tic-tac, tic-tac,
faz o barulho do meu relógio, me dizendo que o tempo está acabando.
Mas que tempo é esse? O nosso, meu bem.

Eu resolvi partir com todas minhas decisões indecisas, meus livros, minhas manias, meus sonhos, meu desejo de ser livre e todos meus pronomes possessivos egoístas. Mas você não percebeu que deixei parte do meu coração aí e que também doeu partir. Doeu muito!

Nunca foi por falta de amor. Ele ainda está aqui de alguma forma.

7 de agosto de 2017

Livro: Auggie & Eu

Sou tão suspeita em falar dos livros da R.J Palacio. Desde que li ''Extraordinário'' (resenha aqui) e entrei no mundo do Auggie eu posso dizer que a dose de gentileza que estava sobre o livro caiu em mim. ''Auggie & Eu'' não é um complemento de ''Extraordinário'', mas é uma extensão do mesmo por visões diferentes, Auggie é um personagem secundário aqui, e você PRECISA ler até o fim e mergulhar, mais uma vez, nesse universo comigo. Let's GO?



1 de agosto de 2017

Livro: Onde deixarei meu coração.

Acho engraçado como as pessoas me conhecem e me dão livros que realmente tem alguma coisa que eu goste, nesse caso é de Paris que falamos. Essa história fala muito sobre o descobrimento de si próprio e a importância de ser quem somos de verdade, já que em alguns momentos a dúvida de quem somos bate muito forte. É um romance viajante e você precisa ir à Paris comigo para entender tudo...


26 de julho de 2017

Livro: A máquina de contar histórias

Já se imaginou trabalhando muito e vivendo pouco? Passando mais tempo com seus colegas de trabalho do que com sua própria família? E se, de repente, a pessoa que você mais ama vai embora e você não consegue se despedir e percebe que passou tempo demais cuidando do que não importava tanto? Essa história  é sobre isso... quando alguém se torna uma máquina de contar histórias e percebe que a sua foi perdida...